FlorestaNotícias

Espírito Santo vai elaborar Plano de Desenvolvimento Florestal

A Embrapa Florestas se reuniu com representantes do setor florestal do estado para o lançamento da elaboração do Plano de Desenvolvimento Florestal Capixaba

Recentemente, Erich Schaitza, chefe-geral da Embrapa Florestas, e o pesquisador José Mauro Moreira estiveram reunidos, em Vitória (ES), com representantes do setor florestal do estado para o lançamento da elaboração do Plano de Desenvolvimento Florestal Capixaba (Madeira – ES).

O evento foi promovido pelo Centro de Desenvolvimento do Agronegócio (CEDAGRO), órgão responsável pelo levantamento do estudo “Dimensionamento do Setor de Base Florestal – Madeira ES”, que avalia o potencial de mercado do setor florestal no estado.

Segundo Moreira, o trabalho realizado pelo CEDAGRO para dimensionamento do setor de base florestal capixaba pode servir como exemplo. “Eles fizeram um estudo muito completo com levantamento de dados primários. Temos que fazer um estudo como esse em nível nacional, mas é um trabalho que exige muito investimento em recursos e pessoal. A Embrapa Florestas foi convidada a participar e pode contribuir com parcerias para a execução do plano, o que nos permite estreitar o relacionamento entre as instituições”, afirma o pesquisador.

De acordo com Schaitza, o Espírito Santo pretende elaborar, em 20 semanas, o seu Plano Estadual de Desenvolvimento Florestal, instrumento importante para subsidiar ações, acordos e parcerias no setor. “Floresta, possivelmente, é o produto econômico mais importante do estado capixaba, ocupando quase 20% da economia e conta com empresas florestais grandes e polo moveleiro e de cerâmica, setores que dependem da área florestal. No entanto, compra madeira da Bahia e de Minas Gerais. Segundo eles, estão disponíveis para plantio 140 mil hectares para expandir a base florestal e suprir a indústria do Espírito Santo”, relata o executivo.

As possibilidades de cooperação serão ampliadas e uma delas, mediante um contrato com a Instituição Estadual de Pesquisa e Extensão Agropecuária (Incaper), conforme explica Schaitza. “Nós vamos ter um pesquisador da Embrapa Florestas residente no Espírito Santo. Pedro Arlindo Oliveira Galvêas é engenheiro agrônomo e sempre trabalhou com silvicultura florestal e foi recentemente designado pela Embrapa Sede para atuar pela Embrapa Florestas no desenvolvimento de ações e acompanhamentos de trabalhos junto à Incaper no estado”, concluiu.

Fonte
Embrapa
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo