Celulose no BrasilNotícias

Suzano ingressa no mercado livre de gás natural a partir do próximo mês

A líder em papel e celulose planeja migrar fábrica no Espírito Santo para aumentar eficiência e competitividade no setor energético

A Suzano está se preparando para uma mudança significativa – a partir de julho, uma de suas fábricas no Espírito Santo migrará para o mercado livre de gás natural, conforme anunciado por Nathalia Fan Naville, coordenadora de Suprimentos de Insumos da empresa.

“Enxergamos que existe uma menor complexidade de gestão de portfólio nesse modelo, porque a migração parcial envolve o empilhamento de contratos e um possível pagamento maior de penalidades também”, destacou Naville durante o Shell Energy Gas Forum.

Desde 2020, a Suzano vem estudando ingressar no mercado livre de gás natural, impulsionada pelo amadurecimento do setor e pelo crescente conhecimento interno sobre a indústria do gás. A unidade em questão representa 15% do consumo total de gás da Suzano, que possui outras oito fábricas distribuídas pelo Brasil, todas usuárias de gás natural.

Além de buscar uma fonte de gás natural mais competitiva, a Suzano também visa contratos mais flexíveis, adaptados às suas necessidades operacionais. “A migração para o mercado livre de várias indústrias e outros segmentos é o que vai provocar o mercado a melhorar, a se adaptar e a gerar mais competitividade nele mesmo”, finalizou Nathalia.

Carolina Bunting, gerente de Vendas e Originação de Gás da Shell Energy Brasil, complementa: “Quanto mais agentes, mais liquidez e melhor será o potencial desse mercado e a competitividade dele também”.

Fonte
Estúdio epbr
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo