FlorestasNotícias

Veracel Celulose destaca suas principais ações contra o desmatamento ilegal

Virgínia Camargos, gerente de Meio Ambiente e Gestão Integrada, destaca as principais iniciativas da empresa para a preservação da Mata Atlântica

Com a gestão de 200 mil hectares de terra, divididos igualmente entre preservação ambiental e cultivo sustentável de eucalipto, a Veracel Celulose adota uma abordagem meticulosa para monitorar e prevenir o desmatamento ilegal. Segundo Virgínia Camargos, gerente de Meio Ambiente e Gestão Integrada na empresa, a utilização de tecnologia avançada, como imagens de satélite de alta resolução, é um diferencial para realizar inspeções em suas áreas e garantir conformidade com as leis ambientais.

Como parte do compromisso com a preservação da Mata Atlântica, a Veracel proíbe rigorosamente a caça em todas as suas áreas, fortalecendo sua proteção à fauna local. A empresa também promove ativamente a restauração florestal de áreas degradadas, convertendo antigas pastagens em florestas nativas.

Além disso, como principal administradora da maior reserva privada de Mata Atlântica na região Nordeste, a companhia detém certificações FSC (Forest Stewardship Council) e PEFC (Programme for the Endorsement of Forest Certification), validando suas práticas de manejo florestal sustentável. Tais certificações garantem a conformidade das operações com rigorosos critérios ambientais, sociais e econômicos.

Adicionalmente, a Veracel contribui para a restauração de áreas degradadas e apoia a economia local ao adquirir mudas de viveiros em Eunápolis e Itabela, na Bahia. Aproximadamente 300 mil mudas são produzidas por ano, fundamentais para a recomposição de ecossistemas degradados, auxiliando na recuperação da vegetação nativa e na mitigação das mudanças climáticas.

As políticas e práticas adotadas pela Veracel, conforme destacado por Virgínia, evidenciam seu papel significativo no setor florestal, sendo reconhecida como guardiã e incentivadora de práticas ambientalmente responsáveis.

Para conferir a entrevista na íntegra, clique aqui.

Fonte
Veracel
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo